quinta-feira, 2 de abril de 2015

Artigos Relacionados × +

As mulheres de game of Thrones ( 1ª à 4ª temporada)

Elas são as bruxas e fadas que mais me intrigaram nos últimos tempos. Só nesse ano me interessei em assistir GOT, até então não tinha lido ou assistido nada a respeito. Fui de encontro com uma historia cheia de elementos que sempre gostei: magia e guerra. Tudo acontece num clima medieval, vemos muitos bordeis algumas cidades gloriosas e outras fétidas. O cheiro de morte provavelmente é o perfume mais comum em Westeros.

Sabemos que em grande parte da historia da humanidade a mulher foi tratada como inferior, como objeto sexual e reprodutor. Nas mais diversas guerras, invasões bárbaras, e noites sombrias as mulheres foram estupradas, espancadas e humilhadas das mais diversas maneiras. O antigo conflito entre os cultos da Deusa e o culto do Deus de alguma foram ajudaram a apagar muitas mulheres da historia da humanidade. Algumas, porém, se destacaram, não abaixaram a cabeça, não se submeterem e de alguma forma foram decisivas. Em GOT nos encontraremos mulheres incisivas e decisivas. Elas mantém suas fragilidades como qualquer ser humano, mas se destacam com força telúrica e às vezes assombrosa. O machismo já esperado de sociedades medievais não é o suficiente para impedir que elas compitam de igual pra igual com os homens.



Algumas das mulheres de GOT são verdadeiros pilares dessa narrativa. Catelyn Stark e Cersei Lannister são, para mim, o mais próximo da representatividade da Deusa. São mulheres e mães, são astutas, amam seus filhos e deixam claro: farão o que for preciso por eles. É importante entender que elas não se resumem em mães bondosas e frágeis, muito pelo contrario. Não são só mães, são mulheres.

Catelyn é inteligente, sabe planejar, faz bem o jogo da guerra. Ela sabe a quem recorrer, usa diplomacia, honra e lealdade e assim vai traçando seus caminhos e atingindo seus objetivos. Não mede esforços pelos seus filhos. 

Catelyn Stark
Cersei é fascinante. Uma verdadeira bruxa (e não tomem isso como um insulto, porque absolutamente não é). E quando digo bruxa não quer dizer que ela vá apontar uma varinha e gritar “avada kedavra!” pra matar seus inimigos. A magia de Cersei está na sua força, no seu ímpeto. Ela se move como um gigante que esmaga tudo e a todos que estão no seu caminho. É esperta e maliciosa. Traiçoeira como uma serpente. Poderia matar todos de Westeros se preciso fosse para salvar seus filhos. Ela tem aquele amor incomensurável de mãe. Ama até mesmo seu filho bizarro e sádico, Joffrey (Lannister) Baratheon, que aos meus olhos é o personagem mais detestável e repugnante que a historia apresentou. 

Cersei Lannister


Um comentário de devo fazer: as mulheres de GOT são lindas. E essa beleza é apenas uma parte e de forma alguma o todo sobre elas. 

Outra mulher que me encantou foi Brienne de Tarth. A mulher cavaleira. Alta, forte, cabelos louros, postura inquestionável, honrosa, leal, disposição e habilidade invejáveis para luta. Brienne é a mulher forte que sonhou com a espada e viveu a espada. Ela conta que quando criança desejava aprender o manuseio da arma, seu pai não queria ensina-la, fazia-lhe a afirmativa de que lutas não são coisas para mulheres. Então Brienne lutava com os garotos e perdia, sempre perdia. Seu pai teve de entender a decisão de Brienne e então resolveu ensina-la a lutar. Ela cresceu ouvindo os insultos dos homens que a menosprezavam apenas por ser mulher, mas esse desprezo, as piadas e insultos caiam por terra quando Brienne levantava sua espada e mostrava sua força e habilidade precisa e destrutiva. 

Brienne de Tarth
Asha (Yara) Greyjoy me lembra um pouco Brienne. Embora não tenha sua estatura e força. Ela é uma mulher das ilhas de Ferra. Tem posição de comando. É decididamente, guerreira e audaciosa. Conseguiu o respeito de seu pai, um homem de Ferro. O brasão de Lula Gigante, a adoração ao Deus Afogado, o lema “o que está morto não pode morrer”, a máxima “pagar o preço do ferro” faz do povo das ilhas de Ferro um povo decididamente forte e ousado. Talvez, apenas talvez, não muito nobres e um pouco bárbaros. Em vista disso tudo o fato de Greyjoy ser uma mulher no comando tem muita importância, a maioria dos homens em GOT não aceitaria uma mulher no comando e menos ainda perder para ela numa batalha. Se ela não tivesse capacidade e poder teria sido devorada pelo próprio povo e jamais alcançaria seu titulo. 

Asha (Yara) Greyjoy
Arya Stark ainda é criança. Ainda na primeira temporada deixou claro que não desejava os floreios de lady em um castelo e sim a espada. Tratada por alguns como uma menina selvagem, Arya não se deixa diminuir. Convenceu ao pai de sua vontade e foi aprender a manipular espada com um mestre no castelo. Espada fina e comprida recebeu o nome de agulha. Durante a trama Arya passa por diversos momentos conflituosos e com um misto de sorte e inteligência consegue se desvencilhar dos inimigos e permanecer viva. Conforme a morte se escancara diante de seus olhos a menina selvagem vai aprendendo a ser uma assassina de verdade.

Arya Stark
Sansa Stark, irmã de Arya, pelo que sei amada por muitos fãs de GOT e odiada por outros que lhe rendem as mais toscas alcunhas. Apresenta-se muitas vezes como personagem ingênua, mas conforme a trama se desenvolve vai adquirindo sabedoria e malicia que lhe farão uma mulher forte como sua mãe (Catelyn). A princípio ela é apena uma criança, sendo tratada como uma tola “pombinha” que nem ao menos sabe mentir. Ela sofre no castelo, é humilhada varias vezes, mas ainda sim sua forma de ser garantiu que sobrevivesse a isso. Ela não se rebelou, manteve sua postura de fiel ao reino o que foi essencial para manter sua vida nos momentos mais conflituosos dentro do castelo.
Sansa Stark
Margaery e Olenna Tyrell. A astúcia parece estar no sangue das mulheres Tyrell. Sabem quase instintivamente tudo que devem fazer para alcançar o almejado poder. Margaery é capaz de conviver e manipular o Rei Sádico, garantindo que ele não a humilhe, mas deseje e respeite, o que não é tarefa fácil levando em conta do quão desprezível o Rei é. Olenna não tem medo de agir, confia em si mesma acima de tudo, seu cérebro talvez nunca tenha falhado. Seu  julgamento das pessoas e sua capacidade de envolve-las em suas tramas é invejável. Matar, destruir aniquilar os inimigos é uma tarefa que faz com maestria. Não se abaixa para nenhum homem ou mulher, enfrenta-os com igualdade. Nem mesmo Tywin Lannister arriscou um conflito direto com ela.

Margaery
Olenna
Melisandre, A mulher de Vermelho é definitivamente a bruxa. Literalmente faz feitiços a serviço do seu Senhor da Luz, um deus de fogo. É o tipo de mulher que bateria de frente com as mais poderosas e maliciosas bruxas da literatura. Ela é como uma aranha nessa trama, manipula Stannis Baratheon, queima pessoas, influencia outras e talvez não exista algo que ela não seja capaz de fazer pelo Senhor da Luz.
Melisandre
Daenerys, a mãe dos dragões. Talvez seja a personagem que mais cresce em GOT. Iniciou em uma fase de submissão e ingenuidade e vai ascendendo como uma verdadeira Rainha. Talvez a única personagem que me inspire bondade. A “quebradora de correntes” liberta escravos e faz deles seu povo. Ela vai ganhando conhecimento durante a historia tornando-se mais forte e sobrevivendo as armadilhas dos inimigos. Tem muito para aprender ainda, muito para amadurecer, mas ela está aberta a isso. Comparo-a com o cedro e acredito que tão longo será como a forte e frondosa arvore. Cuidar de dragões e comandar exércitos é uma tarefa árdua e exigirá de Daenerys sempre mais e mais aprendizagem e poder.
Daenerys
As outras mulheres de GOT são igualmente admiráveis, as putas também tem seu papel na trama. Especialmente Shae, foi a ela que Tyrion se dedicou, ela foi a fortaleza e a fraqueza dele. Entre o povo livre vemos Ygritte, extremamente habilidosa com o arco e flecha que em sua liberdade e vivacidade amou demais John Snow. Osha que inicialmente atacou os Starks na floresta se torna uma aliada com inteligência Bram Stark.

Ygritte

Osha

Shae

Para mim é muito difícil falar das mulheres de GOT. Não deveria ter feito um post tão grande, afinal, quem é que leria tudo isso? Mas eu precisava fazê-lo, alguém tem de escrever sobre elas sem resumi-las, sem despedaça-las em apalavras poucas e ínfimas. E ainda divo afirmar: há muito mais sobre as mulheres de GOT que deveria ser dito, assistam, analisem, pensam sobre elas. Tirem suas próprias conclusões. 


Você irá gostar

As mulheres de game of Thrones ( 1ª à 4ª temporada)
4/ 5
Oleh

20 comentários

Escrever comentários
avatar
2 de abril de 2015 23:44

Realmente, as mulheres estão sendo cada vez mais valorizadas nas séries atuais e acho que isso deveria sair das telas e começar a ser praticado na vida real.
Sempre tive vontade de assistir Game of Thrones e até comecei a ver, mas a falta de tempo não me permitiu continuar (já que assisto a várias outras séries. Hahah). Mas prometo a mim mesma que ainda tirarei uma hora (talvez uma semana) para assistir a perfeição que eu sei que a série é. Adorei a publicação.

Beijos,
Império Imaginário | Goulart, F.

Responder
avatar
3 de abril de 2015 00:01

Oii, tudo bem?
Não assisti a série e li somente os primeiros dois livros, mas devo concordar que as mulheres de GOT são realmente admiráveis. Achei o post muito interessante.
Bjs

A. Libri

Responder
avatar
3 de abril de 2015 18:52

Oi, tudo bem?
Tenho muita vontade de assistir GOT, pois sei o quanto essa série é sensacional! Muita gente me fala que devo assistir, mas eu já tô vendo tanta série que fica até difícil conciliar mais uma.
Gostei muito de saber que as mulheres da série são fortes, guerreiras e destemidas! É mais um atrativo para essa série.

Beijo :*
http://www.livrosesonhos.com/

Responder
avatar
5 de abril de 2015 13:16

Oi!
É muito bom ver as séries atuais dando cada vez mais destaque às mulheres.
Eu nunca assisti a série ou li os livros, e nem me interesso, mas fico feliz pelo trabalho que eles vem fazendo!

Abraços
http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

Responder
avatar
5 de abril de 2015 22:14

Olá tudo bem?
Nossa tbm não acompanho a série, já vi alguns episódios aleatórios e li o HQ, que em certos momentos me deixou perdida e perplexa. Que bom que vc deu inicio a série, eu tbm pretendo fazer isso o quanto antes, pois nunca vi ninguém falar mal de GOT. Também achei super legal o seu post, em falar detalhadamente das mulheres desta série, dá pra ver como elas tem papeis fundamentais nela né.

xoxo
http://www.amigadaleitora.com/

Responder
avatar
6 de abril de 2015 14:52

Eu tenho gostado demais da Sansa, de verdade. Eu sei que ela começou a série sendo um pé no saco, mas acho que depois de tudo, ela cresceu como personagem e começou a perceber que ela precisa ser louca e manipuladora, tipo a Cersei, só que inteligente. Sei lá. To esperando muito da personagem dela nessa nova temporada.

http://laoliphant.com.br/

Responder
avatar
7 de abril de 2015 11:50

Amo essa série e acredito que geral gosta das mulheres de Got, fiquei bem empolgada com seu post, porque amo amo a série , bjus

Responder
avatar
7 de abril de 2015 15:30

Amo GoT, li o primeiro livro da série em 2013 que ganhei em um amigo secreto, desde então sou fascinada por esse mundo, tenho dois personagens favoritos, Cersei e Tyrion, não sei explicar bem porque visto que Cersei é bem odiada, gosto de Daenerys e Arya, mas não tanto quando de Cersei.
Só deixo um aviso, não se apegue a elas rsrs.
beijos

Responder
avatar
7 de abril de 2015 17:18

Já adianto desculpa pelo palavrão, mas QUE POST FODA! HAHAHA Sério, amei sua ideia de falar sobre as mulheres dentro de Game of Thrones, foi sensacional! Nunca tinha visto nenhum post parecido e amei! Concordo com a maioria do que você disse sobre cada uma das personagens, principalmente sobre a Daenerys (que pra mim é a melhor personagem da série <3) Huahuahua E eu acho que você fez mais que certo em escrever isso tudo (poderia ter escrito mais que ainda estaria maravilhoso) sobre as mulheres de GOT porque eu amei e com certeza teve mais gente que amou, continue com este tipo de postagem <3 Beijosss!

Responder
avatar
7 de abril de 2015 21:54

Respondendo à sua pergunta, eu li o post todo e adorei! <3
Realmente George Martin é sensacional em sua criação de personagens femininos! Acho que minha favorita tem sido Brienne. Algumas eu acho que ficaram mais fortes na série que no livro (como a Margaery), mas ainda assim são importantes para o desenrolar da trama. Além da Brienne, eu gosto muito da Daenerys e da Arya e torço muito por elas dentro do jogo. A Cersei, apesar de detestável, é uma personagem incrível!
Parabéns mesmo pelo post! Amei! ;)

Responder
avatar
8 de abril de 2015 01:26

Que post lindo! Uma verdadeira homenagem ao mundo/universo feminino! Gostei demais das suas escolhas. Não conheço muito bem GOT, mas já ouvi falar de algumas dessas personagens e as acho lindas em todos os sentidos!

Um abraço! Parabéns pelo texto!

Pensamentos Valem Ouro

Responder
avatar
8 de abril de 2015 11:35

Oi, tudo bem?
Eu tenho muita curiosidade em ver essa série, mas eu quero ler os livros primeiro, só que fico enrolando em comprá-los e ler, então nunca vejo a série kkkk Mas vejo comentários super positivos sobre ela e fico cada vez mais animada, sabe? E esse seu post ficou super bacana, ainda não tinha visto ninguém falar sobre as personagens femininas da série e com seu post deu para conhecer um pouquinho mais sobre elas e até mesmo gostar delas já de cara. Enfim, não sei qual das mulheres chamou mais a minha atenção e mesmo seu post tendo ficado grande, ele não ficou cansativo, viu? Parabéns por apresentar essas mulheres fantástica para a gente o/

Beijos :*
Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

Responder
avatar
8 de abril de 2015 12:05

Oi Augusto, então eu até concordo com seu ponto de vista sobre a Cersei, ela é uma vaca, mas ela é foda. Já quanto a Catelyn, não. Eu simplesmente não consigo gostar dela, preferia que a tivessem deixado morta bem morta.
Então minhas personagens femininas favoritas na série são a Danny e a Arya e estou aguardando ansiosa pela chegada de uma das personagens femininas mais foda dos livros nessa temporada, eu espero.
Beijos

Responder
avatar
8 de abril de 2015 12:46

Oláá
Eu não tenho curiosidade em, ver a série mas agora que sei mais sobre dá pra discutir com minha mãe pois ela adora e é viciada hahahah
Ótimo post.

http://realityofbooks.blogspot.com.br/
Catharina
Beijos

Responder
avatar
8 de abril de 2015 14:50

Infelizmente, a mulher ainda é tratada como objeto sexual e inferior, tanto social quanto na literatura. Mas, o cenário começa a mudar, mesmo em passos de tartaruga.Gosto de bruxas, então, para mim nunca soaria como insulto. Até pq sou uma :D
Seu post ficou maravilhoso, a grandeza dele é maior que o número de palavras.
http://www.poesianaalma.com.br/

Responder
avatar
8 de abril de 2015 23:54

Oi Augusto, que beleza de post! Apesar de não ter lido ou visto Got ainda, me senti agraciada com suas palavras em relação as mulheres da série. É muito bom ver como a força da mulher aparece em algumas séries, onde deixam de ser coitadinhas para se tornarem mulheres.
Bjs, Rose

Responder
avatar
9 de abril de 2015 09:36

Ola August confesso que ainda não consegui acompanhar a série , o pouco que vi me mostrou mulheres lindas e com personalidade marcantes, guerreiras que vivem em um mundo difícil mas se sobressaem por sua garra e determinação. ótima postagem. abraços

Joyce
www.livrosencantos.com

Responder
avatar
9 de abril de 2015 15:25

Oi, ainda não me senti atraída pela sério ou pelo livro, acho que por hora não é o que eu quero ler agora, então, fica para a próxima HAHAHA
Adorei a sua descrição sobre as mulheres da série, não tinha visto nenhum post assim!
http://letrasemvida.blogspot.com.br/

Responder
avatar
10 de abril de 2015 23:57

Olá, tudo bem?

Confesso que li sua postagem duas vezes. Li porque todo mundo a minha volta e a maioria dos meus amigos adora esse seriado - surtam - amam e não perdem uma temporada, um capítulo sequer e sempre é assunto nas "rodinhas de amigo". Mas eu não consegui passar da primeira temporada, não li os livros (não sei se me interessaria mais se o fizesse), mas o seriado não me agrada. :(

Ainda assim, curti sua postagem.

Beijo!

Responder
avatar
13 de abril de 2015 16:43

Oie, tudo bom?
Não acompanho a série, mas as mulheres do seriado parecem ser fortes e determinadas. Aliás, essa série faz muito sucesso, mas não tem uma história que prenda minha atenção.
Beijos,
http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

Responder