domingo, 21 de junho de 2015

Artigos Relacionados × +

Milly, Molly e Papais Diferentes


Milly, Molly e Papais Diferentes

Por Gill Pittar; Ilustrador por Cris Morrell; Tradução: Tatiana Belinky e Ricardo Gouveia

A série de Livros Milly, Molly foi escrita para promover a aceitação da diversidade e valores sadios para a educação do caráter.

Milly e Molly aprendem como os papais podem ser diferentes.

Valor: aceitação da Diversidade familiar.

Aditora Geração Editorial; 24 paginas





O livro é singular! Apresenta-nos a diversidades das famílias e nos abre espaço para o dialogo com as crianças. Quando comprei o livro imaginei que poderia se tratar apenas de uma historia sobre família homoafetiva, mas ele foi ainda melhor, pontuou tantas outras configurações e ainda se encerou com uma sugestão de trabalho para o professor. Ele compre com maestria uma função social de maneira inteligente e respeitosa. 

Inicialmente uma das personagens chaga à escola chorando e ao ser questionada pela professora então conta que seu Pai fez a mala e saiu de casa. A partir disso a professora chama os alunos para uma roda da conversa sobre os pais de todos. A partir daí os alunos vão falando sobre seus pais. O pai de um está no hospital, outro tem DOIS pais, o pai de um está longe no exercito, o de outro está sempre em casa, um pai tem duas famílias, o outro está numa cadeira de rodas, um pai adotou o filho, um tio cuida da criança como se fosse pai, o pai de outro e cego, o pai de um já faleceu, e o pai de Sophie é Surdo! 

Assim as crianças têm através da historia uma visão ampla dos tipos de famílias. E entendem que todas as famílias são preciosas. Eu tenho muitos alunos filhos de paios separados e com isso vou pegar um gancho nessa historia para usa-la em sala de aula. Quando o livro termina encontramos um “Guia do Professor”, com uma proposta para o uso do livro que conta com apresentação do livro, identificação dos personagens, leitura do livro, reconto feito pela criança e atividade para escrever, contar, fazer e praticar. Vou seguir essa linha dialogando com meus alunos, discutindo sobre a diversidade das famílias de maneira positiva e concluindo as propostas que o livro indicou.

Acredito que esse livro deveria estar em todas as bibliotecas escolares e que ainda deveria constar que os professores deveriam utilizar dele. É importante construir diálogos assim com os alunos, mostrar a eles as possibilidades, diversidades e as coisas boas de cada família. Muitas crianças sofrem, por exemplo, com a separação dos pais como se isso “quebrasse” suas famílias. O livro aqui seria uma maneira de introduzir, preparar espaço, para o dialogo. O melhor é que ele se expande, vai até a questão da homoafetividade, passa pela questão do falecimento, fala de distanciamento, adoção, trabalho e por fim chega aos pais que são pessoas com deficiência. A obra está encantadora e digna de prêmios. 

---
Sugestão de Atividade com folha:
Imprimir e trabalhar com os alunos.


Você irá gostar

Milly, Molly e Papais Diferentes
4/ 5
Oleh

3 comentários

Escrever comentários
avatar
21 de junho de 2015 08:36

E aí!
Adorei esse livro hahah, falar da diversidade familiar é uma ótima temática! Apesar de ser bem pequeno parece ser excelente.
Abraços =)
Blog - Desbravando o Infinito

Responder
avatar
21 de junho de 2015 23:20

Oi Augusto, muitíssimo válido este livro, ainda mais porque é o que vivemos hoje em dia, e quanto mais cedo conseguirmos mostrar o quão natural isso pode ser, melhor.
Bjs, Rose.

Responder
avatar
21 de junho de 2015 23:27

Gostei da temática, os diversos tipos de famílias, as escolas têm papel fundamental na desmitificação do conceito de 'família tradicional' criada no Brasil.

Responder