quinta-feira, 16 de abril de 2015

Artigos Relacionados × +

Comentando um livro: Patos Selvagens ( Samuel Medina)

Sou um amante declarado dos contos. Considero um mestre o autor que consegue reunir no espaço limitado dos contos todos os elementos necessários para tornar uma historia atraente e envolvente. Também sou fã de livros extensos e sagas, nunca deixarei minha paixão por J.K Rowling e Tolkien, mas o conto tem em si especificidades que me encantam. Não é tarefa fácil reunir em poucas paginas um mundo inteiro que foi imaginado. 

Samuel Medina é o autor que me entregou hoje uma nova chave de portal. Adentro em seu trabalho com sede de historias que me façam viajar e personagens que me contem segredos. Trarei algumas de suas obras no decorrer do ano, sendo a primeira “Patos Selvagens”. O autor nasceu no RJ e veio ainda pequeno morar na capital Mineira. É graduado em Letras pela UFMG e contador de historia pela escola da vida e tem todo um mundo de encantos em seus livros esperando para deliciar e cativar os leitores. 

Sabemos que não se pode julgar um livro pela capa, entretanto quando encontramos uma arte de capa atraente somos levados a ingressar no livro, a capa é de todo modo um cartão de visitas e uma porta de entrada. A capa do livro, tal qual seu conteúdo, é adorável. A imagem singela da moça envolvida por uma grande figura de pato tendo como plano de fundo árvores de um bosque ou floresta. Há uma sintonia entre a imagem da capa e o conteúdo do texto, a capa estende a mão para o leitor e as palavras fazem o leitor caminhar por dentro de belo conto. 

A historia envolve dragões, magos/magia, maldição de família, cavaleiros, caçadores de tesouros e um dos mais importantes sentimentos que existem: o amor verdadeiro. O autor desenvolve a trama expondo as premissas e esclarecendo as origens, logo nos entrega perguntas que nos levam em busca de respostas. 

Nosso caçador de tesouros deverá desvendar o enigma que envolve e liga sua vida com a vida da Dama do Lago, uma linda moça que vivera a prisão de uma maldição que a prendia no lago e fazia transformar-se em patos todos que se aproximavam. Em meio às agruras dessa missão e com o coração acelerado em sentimentos e anseios nosso herói terá de enfrentar um grande perigo e mostrar coragem mesmo diante de um inimigo poderosíssimo e temível. 


Dados do livro: 


Titulo: Patos Selvagens 

Autor – Samuel Medina 

Editora: Baobá 

Belo Horizonte – 2014 

76 páginas

Estamos Sorteando o Livro, para saber mais visite nossa pagina do Facebook clicando aqui .



Sobre o autor: 


Não há muito o que falar sobre Samuel Medina. Comecei a escrever aos nove anos, motivado pelas leituras da Série Vaga Lume e também pela obra de Monteiro Lobato. Desde então, tenho sempre sonhado com mundos maravilhosos, onde coisas incríveis acontecem. Minha inspiração está em tudo aquilo que pode nos tocar. Uma boa história, seja em livro, quadrinho ou filme, uma boa música.
Leia também nossa entrevista com o autor clicando aqui.

Você irá gostar

Comentando um livro: Patos Selvagens ( Samuel Medina)
4/ 5
Oleh

14 comentários

Escrever comentários
avatar
16 de abril de 2015 23:03

Verdade, quando a capa do livro é uma arte, somos levados por ela, conduzidos ao restante da 'casa' encantados.
O que é 'o amor verdadeiro'? Fiquei curiosa...
O livro realmente parece interessante e com tantos elementos legais misturados, acredito que vá além da capa e nos conquiste também pelo conteúdo, pq a capa está perfeita!
http://www.poesianaalma.com.br/

Responder
avatar
17 de abril de 2015 00:01

Nossa que apresentação de livro legal!
Gostei de como comentou sobre os contos, eles não são minhas leituras preferidas, mas acho que mais por não ter muito contato.
Acho muito gostoso quando em uma pequena historia, nos envolvemos com o personagem, torcemos e tiramos uma mensagem de todo o ocorrido.
Fiquei interessada no livro!

Responder
avatar
17 de abril de 2015 00:21

Oi Augusto, sem dúvida uma boa capa já é meio caminho para que o livro seja lido,e melhora muito quando o recheio tem toda esta mistura bem feita que pelo visto Patos Selvagens tem.Dica anotada, pois eu não conhecia o livro.
Bjs, Rose.

Responder
avatar
17 de abril de 2015 01:04

Olá, tudo bem?

Adoro quando conheço livros nacionais. E este tem uma premissa tão diferente do que estou acostumada a ler, que fiquei realmente interessada. E que maldição hein, coitada. Quero saber como ela se livra disso. Mas já estou imaginando aqui, que alguém irá ajuda-lá e talvez seja o amor verdadeiro que a liberte, ou não. rs

abraços...

http://www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

Responder
avatar
17 de abril de 2015 14:40

Oi, tudo bem?
Eu não era acostumada a ler livros de contos, mas ultimamente venho tendo a oportunidade de ler alguns e fico realmente bem surpresa e admirada com o trabalho desses autores, assim como você considero um mestre quem consegue reunir contos em um espaço limitado e ainda sim causar vários sentimentos no leitor. O livro que você comentou eu ainda não conhecia, mas gostei bastante e se tiver oportunidade irei ler :3

Beijos :*
Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

Responder
avatar
17 de abril de 2015 15:52

Oláá
Que livro fofo haha nunca tinha ouvido falar mas foi bem legal saber mais, talvez eu tente ler o livro se tiver oportunidade, adorei o post e a resenha.

http://realityofbooks.blogspot.com.br/
Catharina
Beijos

Responder
avatar
17 de abril de 2015 18:05

Oi Augusto, tudo bem?
Não sou muito ligada em capas, mas essa está encantadora. Não conhecia o autor, e não costumo ler muitos contos apesar de gostar, mas esse me deixou bem curiosa, por envolver magia, maldição e tudo mais...
Bjs

A. Libri

Responder
avatar
17 de abril de 2015 21:09

Mas que fofinho!
Tem gente que realmente não gosta dessas capas mais singelas, mas eu acho um amor. Nunca tinha ouvido falar de Patos Selvagens. Me lembrou épocas gostosas da minha infância, quando meu pai sempre contava histórias pra eu dormir!
Assim como você, eu amo Tolkien, J.K. Rowling, e o George R. R. Martin que eu não sei se você também gosta. Tudo isso por conta dos elementos fantásticos. Eu gosto de livro pra viajar, para acreditar em magia e em tudo que os olhos não vêem.
Patos Selvagens me pareceu uma história que me levaria pra uma dessas viagens das quais eu tanto gosto!
Beijos, Amanda.
www.expressodenarnia.com

Responder
avatar
18 de abril de 2015 05:33

Na verdade quando a capa é uma arte acaba por chamar a atenção do leitor... O livro parece muito bom, fiquei curioso para o ler. :)

Responder
avatar
18 de abril de 2015 10:19

Eu não sou muito de contos (ou talvez eu não tenha encontrado um bom autor sobre o assunto, vai saber né...). Mas fiquei interessada por ser nacional, e estou até disposta a dar uma chance :)

Abraços

primaverei.wordpress.com

Responder
avatar
18 de abril de 2015 23:59

Oi, Augusto!
Muito legal ver uma resenha de conto de autor nacional. Em breve um conto meu estará saindo numa antologia, a propósito, e se você quiser resenhar, ficarei bem feliz. Tem elementos fantásticos, mas não tanto quanto Patos Selvages, e não tem amor. Pois o mundo do meu personagem é cruel, sabe? E o amor que insiste em crescer entre as ervas daninhas logo é podado. ):
Fiquei curiosa por Patos Selvagens e poderia realmente participar do sorteio, mas deixo para outra pessoa. Quando puder, pretendo comprá-lo com o autor. Todo o sucesso do mundo a ele!
Com carinho,
Celly.

Me Livrando: Livre-se você também.

Responder
avatar
21 de abril de 2015 18:42

Oi Augusto...
Acho que capas são importantes e eu me apaixonei por essa capa.
Não conhecia o livro, confesso que não sou muito chegada em contos, mas gostei muito da resenha e da história.
Vou procurar saber mais sobre

beijos
Mayara
Livros & Tal

Responder
avatar
22 de abril de 2015 13:59

Ola Augusto a capa já me chamou atenção, lendo sua postagem e vi que tem Dragões , Magia já fiquei encantada, sendo um conto tende a ser direto e sem enrolação. Já anotei para comprar o livro. abraços

Joyce
www.livrosencantos.com

Responder
avatar
25 de abril de 2015 10:38

Olá moço. Bom, não fiquei curiosa sobre a obra, até porque nunca tinha ouvido falado. Mas fiquei bem contente em relação a sua opinião.
A capa não me cativou mas pouco importa, a premissa parece ser interessante e como sou apaixonada por este gênero irei dar uma chance.
Beijos, sucesso.

Responder