sábado, 23 de maio de 2015

Artigos Relacionados × +

Conferência Municipal De Educação De Ribeirão Das Neves- O Plano Decenal

Aconteceu na data de hoje, 23 de maio de 2015, a Conferência municipal de Educação de Ribeirão das Neves com a finalidade de definir as metas e estratégias a serem tomadas no município dentro dos próximos dez anos, sendo assim um plano Decenal. O evento ocorreu no centro de Convenções do Caic.


Ainda na abertura desse evento democrático tão importante para o futuro da educação tivemos uma apresentação admirável de dois membros da Casa da Musica da cidade. Sendo eles Natalia Brant e Eduardo Rodrigues. A seleção de músicas escolhidas vem somar a ideia do que se vem trabalhado. Dentre essas cito: A Majestade o Sábia, Como uma onda no mar, O mundo é um Moinho (Cazuza) e Jardim da fantasia. Além disso, tivemos um Hino nacional cantado com maestria pelos mesmos. Aproveito para informar que a Casa da Musica (Casa da Música de Ribeirão das Neves Rua São Geraldo, 69 - bairro São Geraldo - (31) 3624-2330 / 3625-3945) abrirá inscrição pras aulas de violão a partir de julho.

A discussão sobre o Regimento interno iniciou-se. Infelizmente sem a presença da Prefeita da Cidade, o que eu considerei lamentável, uma vez que a presença dela enquanto líder Política reafirmaria seu compromisso com o que se pretende promover nos próximos anos. O Secretario de educação, Marcelo Horta, apresentou as devidas justificativas e a conferencia seguiu-se. Por proposta da Plenária considerou-se que todos ali presentes, os já eleitos delegados e os convidados teriam poder de voz e voto (inicialmente só os delegados pré-estabelecidos teriam esse poder, cabendo aos candidatos apenas voz). A decisão foi validade democraticamente pelo voto da Plenária, embora inicialmente tenha causado certo alvoroço e excessos por parte de algumas pessoas.


Dentre da perspectiva da discussão das metas e estratégias retratou-se bem os anseios da comunidade e da Educação, cada meta indo de acordo as necessidades do setor que pretendia atingir. Novamente tivemos alguns excessos que imagino que sejam comuns em debates. Muitas mudanças de redação foram apontadas, verbos redefinidos e palavras suprimidas.

A conferência finalizou-se com a conclusão da meta cinco, deixando para que na terça-feira, dia 26 de maio, se conclua o trabalho, indo do item 6 ao 20. Das cinco metas discutidas extrai alguns pontos. Deixo a vocês alguns dos meus pareceres sobre a Conferencia:

Meta 1. Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de quatro a cinco anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches de forma a atender no mínimo 50% das crianças até o final da vigência desse PME.

Na meta um refletiu-se uma preocupação com a educação infantil, que levou em conta a questão dos espaços físicos das instituições, que levaram em conta também a questão da vulnerabilidade social apontada pelo Diagnostico da Infância e Juventude e de dados oriundos do Conselho Tutelar. Citou-se também os projetos do proInfância (O ProInfância é um programa de assistência financeira ao Distrito Federal e aos municípios para a construção, reforma e aquisição de equipamentos e mobiliário para creches e pré-escolas públicas da educação infantil. O objetivo é garantir o acesso de crianças a creches e escolas de educação infantil públicas, especialmente em regiões metropolitanas, onde são registrados os maiores índices de população nesta faixa etária).

Meta 2. Universalizar o ensino fundamental de 9 anos para toda a população de 6 a 14 anos e garantir que pelo menos 95% dos alunos concluam essa etapa na idade recomendado, até o ultimo ano de vigência deste PME.

Neste item foram apontadas propostas importantes quanto ao PPP e com a mudança dos imóveis alugados para imóveis próprios para as instituições. Dentro das estratégias refrentes ao PPP consta item 1“ Fomentar junto aos gestores das escolas publicas do Município a promoção das participação efetiva dos pais ou responsáveis no acompanhamento das atividades escolares dos seus filhos, por meio de estreitamento das relações entre as escolas e as suas famílias, devendo constar como meta em cada PPP” e item 2 “articular com o Estado a criação de uma comissão de monitoramente do PPP de cada escola da rede pública de ensino do Município”.

Meta 3. Universalizar, até 2016, o atendimento escolar para toda a população de 15 a 17 anos e elevar, até o final do período de vigência deste PME, a taxa liquida de matriculas no ensino médio para 85%.

Nesse item as manifestações da plenária fizeram alterações que apontam para fazer com que se garanta que o Estado cumpra com as ações propostas, não apenas como articulação, mas definitivamente como uma exigência.

Meta 4. Universalizar, para a população de quatro a 17 anos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, o acesso à educação básica e ao atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular de ensino, com a garantia de sistema educacional inclusivo, de salas de recursos multifuncionais, classe, escolas ou serviços especializados, públicos ou convencionais.

Esse item é muito importante para mim, tendo em vista que desde o inicio dos meus estudos e carreira eu sempre zelei muito pela educação especial e inclusiva. Tendo algum tempo em estagio, posteriormente tornei-me tradutor/interprete de Libras. E hoje atuo como professor regente, tendo em minha classe, por minha solicitação, um aluno Surdo. Eu acredito na possibilidade de uma inclusão verdadeira a apertar do momento em que se garanta acesso e permanência dos alunos, com qualidade e respeito à diversidade. Outro ponto importante é trabalhar para formar professores com os conhecimentos e ética necessários para desempenhar a função competência e responsabilidade. Digo isto em viste de já ter presenciado diversas situações onde professores deixaram claro que não desejam ter alunos com necessidades educacionais especiais, inclusiva uns e outros com diálogos de desprezo. Falou-se muito nesse item sobre a adequação à acessibilidade dos espaços escolares. Houve também um momento para discutir-se o valor a ser pago aos estagiários de educação inclusiva (tendo se decidido pela plenária a ser em 100% do valor do salário mínimo).

Item 5. Alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do terceiro ano do ensino fundamental.

Neste item foram apontadas situações de apoio à criança que constam desde ações envolvendo o NAPPI aos projetos como PROALEM. São pontos importantes, mas que me preocupam. Na pratica da sala de aula tenho visto que nem sempre se consegue o efeito desejável em alfabetização, e muitas vezes as crianças seguem subindo de série sem terem dominado os sistemas de leitura e escrita, e indo, além disso, vemos adultos que leem/escrevem mal. Cito aqui o tema da redação do Concurso da Educação da Prefeitura de Belo Horizonte, que aconteceu esse ano: Analfabetismo Funcional. Espero que sejam de fato tomadas ações que tornem os sujeitos alfabetizados e letrados, capazes de dominar os sistemas e de discursar e criticar. É de fato desejável que a criança estiver alfabetizada ao termino do terceiro ano, mas ainda quero observar na pratica o quanto disso será possível.

O evento se encerrou e só saberei o findar das coisas na próxima terceira, então quando chegar a data trarei a este espaço as novas discussões. Parabenizo a todos os envolvidos na conferência, aos que vem seguindo nessa caminhada em todas as reuniões que antecederam ao evento , as equipes técnica e representativa, a todos que se dispuseram a participar do mesmo hoje, também nosso Secretario de Educação, Marcelo Horta, a Prefeita Daniela e especialmente parabenizo a Nossa Cidade de Ribeirão das Neves! E faço sinceros votos de que tudo que for proposto seja concretizado com eficiência e compromisso.


Acompanhe a continuação do evento aqui...

Você irá gostar

Conferência Municipal De Educação De Ribeirão Das Neves- O Plano Decenal
4/ 5
Oleh

5 comentários

Escrever comentários
avatar
24 de maio de 2015 13:37

As metas são bem importantes. Nunca tinha visto alguém fazer posts desse estilo. Foi muito útil e informativo! :D
www.belapsicose.com

Responder
avatar
24 de maio de 2015 14:49

Olá! Gosto desse tipo de evento e sempre que possível, participo. Realmente o processo de alfabetização, como você salientou, tem deixado a desejar, pois ainda está pautado num conceito determinista de decodificação, infelizmente! Também existe a má formação dos professores, que em alguns casos, saem das faculdade sem o requisitos mínimos de alfabetização, digo isso por ser professora também. Enfim, tem muita coisa que precisa melhorar, ser revista e muita formação continuada pela frente!
http://www.poesianaalma.com.br/

Responder
avatar
25 de maio de 2015 16:09

Olá! Acho que esse tipo de evento deveria acontecer com mais frequência e em muito mais lugares, infelizmente a nossa sociedade é deficiente deste tipo de inciativa, só se pensa em algo que seja realmente efetivo e que resolva os problemas da educação quando a mesma já está completamente deteriorada, o que é uma pena. Ótimo post, gostaria muito de ter a oportunidade de participar d euma evento assim.

http://luadeneonblog.blogspot.com.br/

Responder
avatar
25 de maio de 2015 23:13

Olá.
Então achei bacana o evento e uma ideia legal você deixar sua opinião e explicação sobre o que ocorreu.
Achei as metas abordadas super importantes.
Parabéns pela iniciativa.

http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

Responder
avatar
26 de maio de 2015 21:30

Olá, achei bem legal essa ideia do evento! Acho que precisamos cada vez mais de eventos assim! E a sua opinião foi muito boa e explicativa!
A iniciativa é ótima!
Beijos

Responder