sábado, 16 de janeiro de 2016

Artigos Relacionados × +

Projeto P.LE.NA/ Autores Nacionais em Cena!

O P.LE.NA (P-projeto/LE-literatura/NA-nacional) é uma iniciativa do Blog Cabeças de Abóbora que visa a ampla divulgação do trabalho de autores nacionais. Tenho notado que já há um crescente interesse do publico quanto a essa literatura, especialmente beneficiado com o uso das redes sociais/blogs. Dentro dessa dinâmica vamos apresentar aos leitores dos blogs alguns autores nacionais talentosos e com obras nos diversos estilos. Haverão momentos de entrevistas, resenhas, diálogos e outras que serão anunciadas no decorrer do ano. Cada leitor do Blog pode também nos indicar novos bons autores para inseri-los nesse projeto.Veja alguns autores que já estão participando:


Maya Falks:
Eu sou escritora até os ossos. Eu sou a garotinha que era chamada de louca na escola porque escrevia poesia na aula de química. Será certamente um grande clichê dizer que a literatura me move, mas não há outra forma melhor de dizer que literatura não é somente o que eu faço, mas o que eu sou. Eu sou um conjunto de histórias, e elas me movem. Minha diversão é criar histórias. 100% do tempo. 90% delas se perdem na minha imaginação e nunca são escritas.
Sou publicitária – redatora – especialista em marketing com formação em storytelling (nenhuma novidade que isso signifique “contar histórias, certo?) e atualmente estou estudando direito.

Maya
Leonardo Nóbrega:
Sou brasileiro, cearense e fortalezense. Já vi e vivi um bocado, tenho bem contados cinquenta e cinco anos. Filho de um viúvo com três filhos e da minha mãe, segunda esposa dele com quem teve outros três, sou o segundo da segunda aventura matrimonial do meu pai, paraibano, com quem comecei a gostar dos livros e de quem lembro sempre com um livro nas mãos. Já minha mãe, professora de história, completou o gosto doce pelas leituras. Os meus irmãos mais velhos lotavam todos os cantos da casa com livros de todos os tipos, tamanhos, gostos e cheiros, que me deram diversidade e substância. Sou filho, marido, pai, professor, psicanalista, curioso e, hoje eu sei, escritor. O que me move, inspira e diverte? A resposta padrão seria escrever e ler, e é claro que essas são atividades prazerosas, mas o que eu mais gosto é de viajar, dirigir por duas ou três horas e ver o dia raiar em cima de uma serra, por exemplo, e, é claro, aproveitar o frio da manhã e o silêncio das pequenas cidades para escrever (e voltamos ao início -risos-).

Leonardo
Sergio Viula:
Meu nome é Sergio Viula, sou blogueiro, escritor e professor. O que me move é o fascínio pela vida e o desejo de ver a sociedade brasileira mais livre, amadurecida e igualitária. Muitas pessoas me inspiram, algumas vivas, outras mortas. Propositadamente, cito dois lesgiladores que foram pioneiros no sentido de serem os primeiros gays assumidos e defensores dos direitos LGBT em suas esferas de ação. Um é brasileiro e contemporâneo nosso, o outro era a americano e teve a vida interrompida por um colega de ofício dominado por ódio homofóbico. Refiro-me a Jean Wyllys e Harvey Milk, respectivamente. Posso incluir aqui nomes a perder de vista, tanto de gays (Toni Reis, Luiz Mott, Claudio Nascimento, Carlos Tufvesson) como de lésbicas (Lea Carvalho e Malu Santos), de pessoas transgênero (Indianara Rodrigues e João Nery) e de pessoas queer (Pri Bertucci e Magô Tohon). Se eu fosse dar exemplos a partir de cada letrinha da sigla LGBTQIA (lésbica, gay, bissexual, transgênero, queer, intersexual e assexual), seriam algumas dezenas de nomes de pessoas que admiro ou com quem já estabeleci parcerias para a expansão da consciência no que tange à sexodiversidade e às identidades e performances de gênero. Sobre o que me diverte, posso dizer que uma descontraída conversa com amigos, um bom livro ou uma simples caminhada sem destino certo num dia de folga são sempre bem-vindos.
Sergio
Gabriel Cunha:
Eu sou Gabriel Cunha (risos), sou um garoto que gosta de ler e contar histórias. Que passa a maior a parte de sua vida dentro dos livros, tanto dentro dos que escreve tanto dos que lê. Que deseja que as pessoas pessoas também leiam e que conheçam a magia que há por trás de cada livro. O que me move são os meus sonhos, acho que o mesmo acontece com todo mundo. Sonhar e ver seu sonho se realizando é o que dá sentido à vida. Musicas são minha maior inspiração, a maior delas são Louisa Wendorff e Davin Dawson, são dois cantores incríveis, a maior parte das cenas que escrevi para o meu livro novo, "Vida", foram inspiradas por eles

Gabriel
Thaís Silveira Venzel:
Quem eu sou muda a cada dia com as minhas experiências e meu conhecimento do mundo. Mas hoje, eu sou uma pessoa cheia de sonhos e com muita energia e disposição para realizá-los. O amor, acima de tudo é o que me inspira e me move. Estou constantemente apaixonada, e apesar do mundo em que vivemos estar longe do ideal, tento sempre olhar as coisas pelo seu lado bom e produtivo.

Thaís

Cavalheiro Verardo Neto:
Sou mineiro de São Vicente de Minas, formado cirurgião-dentista. Minha inspiração é na maioria das vezes o sentimento: saudade, amor, esperança, paixão... Descobri-me amante da poesia por volta dos 16, 17 anos. Ganhei uma daquelas máquinas de escrever, onde comecei meus primeiros versos.

Cavalheiro
Luiz Henrique Batista:
Sou formado em jornalismo e minha maior motivação é compartilhar da minha imaginação com os leitores. Com "Os Doze Guardiões da Luz" eu escrevi o livro que gostaria de ler, então é incrível para mim receber um feedback positivo de um leitor. Sabe quando você encontra alguém que também leu e adorou um de seus livros favoritos? É algo assim, só que muito, muito mais intenso. Eu demorei um bocado para descobrir a literatura. Fui um daqueles jovens que acaba se afastando dos livros por não ter sido apresentado às obras corretas. Sempre apresentei facilidade para escrever (costumava tirar 10 nas redações da escola, mesmo antes de me tornar leitor), mas só lá pelos 17 anos de idade comecei a escrever histórias com maior frequência e mostrá-las aos meus amigos. Esse foi o primeiro passo para me tornar escritor.

Luiz
Estevan Lutz:
Desde criança, sou um entusiasta da tecnologia do amanhã. Gosto muito de ficção científica, principalmente da categoria hard, isto é, aquela ficção que realmente é embuída de muita ciência e especulação científica baseada em audaciosas teorias da física. Sou movido pela razão; apesar de também ser um fã de Arquivo X, tento evitar aquela filosofia do Fox Mulder de “eu quero acreditar”, pois isso remete um pouco à fé. Apesar da fé ser benéfica para a liberação de alguns neurotransmissores responsáveis pela felicidade, ela também causa uma certa miopia que pode levar a limitações de compreensão sobre “a vida, o universo e tudo mais”. Sou formado em Eletrotécnica, também já cursei Automação Industrial e hoje curso Engenharia Eletrônica. Trabalho com projetos industriais dessas mesmas áreas. O fascínio pela tecnologia também não é de hoje.
Estevan
Ademir Barbosa:
Autor com mais de 60 títulos (04 deles em Portugal, onde presidiu, em 2014, o Fórum Europeu de Umbanda) e 37 revistas especializadas publicados, sou umbandista, escritor, pesquisador e Pai Pequeno da Tenda de Umbanda Iansã Matamba e Caboclo Jiboia, dirigida por minha esposa, a escritora e blogueira Mãe Karol Souza Barbosa. Mestre em Literatura Brasileira pela USP, onde também me graduei em Letras, sou professor, tradutor, revisor, terapeuta holístico, trabalhando principalmente com Reiki (do qual é Mestre), Tarô de Marselha, Baralho Cigano e Numerologia. Apresento o programa “Deixa a gira girar! Umbanda em foco” na rádio Sensorial FM (www.sensorialfm.com.br), onde sua esposa também apresenta o programa “Tem Fundamento”. Juntos, apresentamos o programa de TV “Umbanda pé no chão” (www.fuca.org.br) . Já produzi diversos curtas-metragens com a temática dos Orixás e coordenou fóruns, eventos, festas públicas e outros, congregando Umbanda, Candomblé, Pastoral Afro (Igreja Católica), MPB, Ioga, Dança do Ventre e outros segmentos. Sou presidente da Associação Brasileira de Escritores Afro-religiosos (Abeafro). Nasci em Piracicaba – SP, no dia 02 de agosto de 1972. Tenho percorrido terreiros, instituições e participado de fóruns, inclusive virtuais, gratuitamente, com as palestras “A Umbanda e a Espiritualidade no Terceiro Milênio” e “Teologia de Umbanda e suas dimensões”, em companhia de Mãe Karol, que ministra, também gratuitamente, dentre outras, a palestra “Exus e Pombogiras – Agentes de Luz nas Trevas”
Ademir
Rafael Buarque Montenegro:Minha relação com a literatura é engraçada, porque eu sempre gostei de ler, desde os meus 5 anos de idade. Mas, só vim começar a escrever qualquer coisa (sem ser os textos e redações de escola) aos dezoito anos. Comecei tardiamente, e não sei dizer se isso foi bom ou ruim para minha formação de escritor. Tem gente que escreve desde pequeno e não consegue contar uma boa história. Tem gente que começa depois dos trinta e arrasa no primeiro romance. Então, é relativo. Além disso, a literatura sempre fez parte da minha vida através da leitura, mesmo nas épocas que esse hábito estava dormente, eu ainda mantinha um livro na mochila. 

Rafael
Lavínia Rocha:
Eu sou uma pessoa bastante espontânea, comunicativa e risonha. Gosto muito de me envolver em lutas de minorias (especialmente a luta negra e a feminista), seja lendo, debatendo ou atuando. Sou movida pelos meus sonhos, inspirada por situações a minha volta e praticamente tudo me diverte; sair e viajar com amigos, dançar, ler, assistir a séries e filmes... Minha relação com a literatura tem dois lados: quando eu aprecio palavras já escritas ou quando crio novas. Minha vida está cercada de livros e minha cabeça de ideias. O que é ótimo, pois adoro usar a literatura para sair da minha realidade e mergulhar em uma nova!
Lavínia
Alan Borges:
Enquanto os livros nos causarem este efeito mágico e nos levarem a lugares incríveis e nos fazer refletir (acima de tudo), e também nos fazer imaginar e enxergar a história que lemos, é sinal de que o mundo literário está sendo muito bem executado, tanto da parte do autor, quanto da parte do leitor.

Alan
Jéssica Figueiredo:
A relação que eu tenho com a literatura existe desde que eu era pequena. Ainda lembro dos meus pais lendo algum livro antes que eu fosse dormir, ou então quando eu pegava um livro e lia em dois três dias -risos- cresci cercada por livros por conta de minha mãe que sempre amou ler. A literatura para mim é mais do que um hobby. Acredito que posso colocar meus sentimentos em meus livros, e é isso que eu procuro em minhas leituras. Livros que me façam sentir todo tipo de sentimento.

Jéssica

M. Demeter:
Os livros são pra mim uma forma de tornar a vida das pessoas um pouco melhor, mesmo que não carreguem nenhuma mensagem moral, ao menos daqueles momentos que você está preso às páginas, sua vida é deixada de lado e você viaja para um mundo que não é seu, mas que ao mesmo tempo você acaba fazendo parte.
M. Demeter
PARA LEREM AS ENTREVISTAS COM OS AUTORES, BASTA CLICAREM NO NOMES DELES ABAIXO:

Quem acompanha o Blog há mais tempo sabe o quanto gosto e apoio a literatura nacional. Alguns outros autores talentosos já passarem por aqui. É uma oportunidade também para relembrar a passagem deles aqui no blog. Clique sobre o nome dos autores para verificar as entrevistas:

Entrevista com Samuel Medina
Entrevista com Claudia Pacce
Entrevista com Carlos Patricio



Você irá gostar

Projeto P.LE.NA/ Autores Nacionais em Cena!
4/ 5
Oleh

23 comentários

Escrever comentários
avatar
17 de janeiro de 2016 15:16

Oi. Adorei a coluna, sobre o autor Leonardo Nóbrega, sou suspeita, pois adoro a escrita dele, além de ser colunista do Poesia. Já li os livros do Sérgio Viula. Vou ficar no aguardo das resenhas e entrevistas. Bjs

Responder
avatar
19 de janeiro de 2016 12:48

Oie!!
Esse é o terceiro projeto de incentivo a autores nacionais que tenho o prazer de conhecer hoje. Fico maravilhada em ver o pessoal tomando coragem e mostrando suas histórias ao mundo, nosso acervo literário tem crescido consideravelmente nos últimos anos. Torço para que haja sempre incentivos assim. Para crescermos ainda mais.

Responder
avatar
20 de janeiro de 2016 20:59

Esse ano muitos blogs estão apoiando autores nacionais. Muito legal, mesmo. Dos autores apresentados, eu conheço Leonardo Nóbrega o blog da Liliam, mas ainda não li a obra dele. Parabéns pelo projeto, pelo incentivo.

Beijos!

Responder
avatar
20 de janeiro de 2016 22:12

Oiiie
Muito legal apoiar autores nacionais sempre, eu adoro e sempre tem resenhas deles no blog haha belo post

Beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Responder
avatar
21 de janeiro de 2016 22:23

Preciso parabenizar a iniciativa desse blog. Os autores nacionais são tão pouco divulgados pelas editoras que os publicam que vejo cada vez mais a necessidade da existência do trabalho do blogueiro como divulgador. Vou indicar um livro que li e amei muito da autora parceira (e nacional, claro rs) lá do blog, Marcia Dantas, "Reescrevendo Sonhos". Não sei se é o gênero que você curte, mas dá uma pesquisada na obra. Tem resenha dele lá no meu blog. E eu tô morrendo de vontade de ler "Verme!"

Abraços,
Karina do blog Eu e Minha Cultura.

Responder
avatar
24 de janeiro de 2016 14:43

Obrigado, Karina. Sou apaixonado por literatura nacional. Vou procurar o trabalho da autora que você recomendou. Abraços <3

Responder
avatar
26 de janeiro de 2016 08:17

Olá, gostei muito do projeto, também sou uma grande admiradora da literatura nacional, só senti falta de mais mulheres nessa lista, rs, sugiro a Jéssica Macedo para participar também.
Bjs,

Juliana Duvi
http://claqueteliteraria.blogspot.com.br

Responder
avatar
26 de janeiro de 2016 08:25

Obrigado, Juliana. Já entrei em contato com a autora pela sua recomendação. Aguardarei o retorno dela. Mais autores vão entrando no projeto durante o ano, fica ligada nas entrevistas também. Obrigado pela visita, abraços.

Responder
avatar
26 de janeiro de 2016 12:59

Primeiro quero parabenizar essa iniciativa que acho super bacana. Esse ano tenho como objetivo ler mais nacionais e vou adorar acompanhar seu blog e conhecer novos autores.
Confesso que dos autores citados ainda não conheço nenhum. Foi bom conhecer mais sobre eles aqui e vou aguardar resenhas e entrevistas.
Bj
Camila Bernardini Coelho

Responder
avatar
26 de janeiro de 2016 14:51

Oi!
Muito bacana esse projeto, principalmente porque nos dá oportunidade de conhecer novos talentos nacionais, e o mercado editorial está repleto de gente boa só esperando uma oportunidade.
Bjs!
Quem Lê, Sabe Porquê

Responder
avatar
26 de janeiro de 2016 21:29

Olá,
AMEI este projeto e parabenizo a todos que estão participando, pois nossa literatura precisa de muito das divulgações e quem tem esse poder de ajudar somos nós blogueiros!
Ano passado fechei 2 meses para os autores nacionais e deu super certo, obtive apoio dos autores e também dos leitores. Desejo sucesso !

Responder
avatar
26 de janeiro de 2016 23:40

Parabéns pela iniciativa. Isso impulsiona a nossa literatura, mostra para todos que temos sim escritores incríveis aqui no Brasil. Sem contar que com essa divulgação muito "pré-conceito" pode acabar.
Alguns escritores brasileiros ( que eu amo) para participar desse projeto: -Iris Figueiredo
-Renata Braz
-Cinthia Freire
-Lavinia Rocha
-Bianca Briones.
Espero ter "contribuído" de alguma forma para esse lindo projeto. Beijos e parabéns, novamente.
http://paixaonayara.blogspot.com.br/

Responder
avatar
27 de janeiro de 2016 09:00

Oi, tudo bem?
Parabéns pela iniciativa e tenho certeza que será um trabalho lindo!
Já li Crimes do Tarô do Leonardo Nóbrega e é um livro excelente!
Bjs

http://a-libri.blogspot.com.br

Responder
avatar
27 de janeiro de 2016 21:20

Augusto, muito bacana a iniciativa é sempre bom incentivar a nossa literatura e expandir cada vez mais.

Lisossomos

Responder
avatar
28 de janeiro de 2016 00:11

Olá, nossa muito bacana esse projeto, eu também sempre apoio os autores nacionais, acho isso muito importante e que todos os leitores deveriam incentivar. Adorei!

Beijos

http://www.oteoremadaleitura.com/

Responder
avatar
28 de janeiro de 2016 11:04

Oie,

Mega parabéns pela iniciativa, com certeza vou querer conhecer os livros dos autores citados, eu sempre gosto de conhecer novos, lhe indicaria dois autores que eu amo os seus de paixão, que é o Leonardo Barros e a Keila Gon, eu li os livros dos dois e sou completamente apaixonada pela escrita de ambos, e mais uma vez parabéns pela iniciativa.

Bjs
Mayla

Responder
avatar
28 de janeiro de 2016 17:16

Oie, tudo bem? Que projeto mais interessante, com certeza é muito importante apoiar os autores nacionais. Ainda não conhecia nenhum deles, mas fiquei feliz em saber um pouco mais. Vou conferir as entrevistas. Beijos, Érika

- www.queroseralice.com.br -

Responder
avatar
28 de janeiro de 2016 18:50

Oi, Augusto, tudo bem?
Acredita que não conhecia nenhum desses autores?!
Adorei o projeto! É muito gratificante saber que a literatura nacional vem crescendo cada dia mais e só imagino o quanto deve ser para você, já que muitos deles já passaram aqui pelo blog.
Beijos,
http://www.quinzeinvernos.com/

Responder
avatar
28 de janeiro de 2016 20:35

Hello! Tudo bem?

Adorei conhecer o blog e o projeto. Também gosto e apoio a literatura nacional e acho que espaços como os blogs, eventos literarios, rede sociais estao cada dia mais ajudando a divulgar mais o trabalho de excelentes autores.
Vou acompanhar o projeto!

Beijos!

LIVROS E SUSHI - https://livrosesushi.wordpress.com

Responder
avatar
29 de janeiro de 2016 00:19

Olá, tudo bom?
Achei o projeto super bacana :D Dos autores citados eu só conheço o Jim e o Luiz. Os autores precisam de divulgação, apoio. Principalmente os autores independentes. Tenho alguns autores para indicar: Lívia Messias, autora do livro O Vestido de Trinta Rosas. Rafael Montenegro - As Crônicas de Pindorama. Kim Santiago - Alex Young e As Relíquias de Latith. Isaac Barros - A Ordem dos Reis. E eu :D Jéssica Figueiredo - Memórias de Julho.
Você poderia me dizer como fazer para participar?
Obrigada.
bjs
www.horadaleitur.blogspot.com.br

Responder
avatar
29 de janeiro de 2016 16:52

Obrigado, Jéssica! Estou entrando em contato com todos. Abraços <3

Responder
avatar
31 de janeiro de 2016 15:11

Acho muito legal o apoio que muitos blogueiros estão dando para os autores nacionais. E acho que vale apena, porque todos os autores que tive contato tem uma escrita maravilhosa.

Responder
avatar
2 de fevereiro de 2016 20:14

Oiie, tudo bom?

Primeiro gostaria de parabenizar ao blog pelo apoio aos novos autores. Isso é maravilhoso. Ainda não conhecia nenhum autor desses, mas adorei em conhecer, e espero logo ter contato com a escrita de ambos.

Bjs

Amantes da Leitura

Responder